top of page

Nazaré do anonimato à fama


Nazaré Boat Photo found on google all credits to its author mgmeia
Nazaré boat - Photo found on google all credits to its Author

Hoje em dia não podemos duvidar na importância e do poder das redes sociais, da média, etc., quando se trata de colocar alguém num altar ou colocar alguém no caixote do lixo.

Sem muito espanto, para alguns as ondas da praia Norte da Nazaré, para os mais distraídos, quem vem de Lisboa é para trás do farol, nunca foi novidade a sua potencia sonora e o majestoso tamanho delas em certas alturas do ano.


Recordo-me num célebre Raide de Natal dos Escuteiros, quando eu pertencia ao Agrp. 495 SAC pernoitamos na Nazaré para no dia seguinte regressarmos a SAC.

O barulho das ondas eram ensurdecedores, e o pessoal mais velho dos Escutas, discutia qual seria o tamanho das ondas. Mas nunca passavam daquilo. A marinha Portuguesa, com certeza que teria um calculo do tamanho delas, devido à cartografia marítima, o que nunca poderiam imaginar é que um dia elas passassem a ser de conhecimento a nível mundial.


Nunca fomos um povo, focado, para gastar dinheiro em publicitar o nosso retângulo como fazem outros países Lusófonos, mais concretamente o Brasil, que tem uma qualidade, sensibilidade ou faro para publicitar o seu país. Às vezes ficamos dormidos e à espera que elas caiam em graça. Não estou com isto a dizer que na última década não tenham logrado em pôr Portugal na boca do mundo atraindo turistas e ficando assim a nossa Lusitânia na boca dos turistas quer pelas paisagens magnificas e naturais que temos quer pelo vinho e pela nossa gastronomia.


Ainda há uns tempos ficamos chocados com a crítica do humorista Sul-africano, Trevor Noah, ao dizer que não produzíamos nada. Vídeos a defender a Pátria não se fizerem esperar. Porque sim somos bons, na cortiça, na via verde, no vinho, sem o sistema GSM inventado por nós do qual nunca teríamos os cartões SIM para os telemóveis, a SIBS, Anacom esta faz com que Portugal tenha a internet mais rápida do planeta, sim 2Tb em casa só mesmo em Tuga, ou para finalizar as 72 horas que Portugal ficou á mercê das energias renováveis, até agora únicos no planeta.

Mas todos desconhecem estes pormenores. Até mesmo eu desconhecia, que a empresa com trabalhava para os meus fazeres quotidianos, era Portuguesa, e fiquei espantado em como uma empresa de Torres Vedras estava espalhada por todo o mundo, incluindo o Mercado Norte Americano, super, híper difícil de comercializar, depois de alguns produtos requisitados saltar aos olhos que vinham de Portugal.



Chalet Biester - Sintra - Portugal Photo found on google all credits to its author
Chalet Biester - Sintra - Portugal - Photo found on google all credits to its author

Mas a culpa de tudo isto têm os estrangeiros, e ainda bem! Como por exemplo o filme “The Ninth Gate”, protagonizado pelo Johnny Depp, em que as filmagens foram feitas no Chalet Biester, em Sintra, ou o filme “Cosmos” do realizador Andrzej Zulawski o “Color Out of Space”

em que Nicolas Cage é o actor principal. Sintra foi a escolhida.



Giovanna Antonelli Photo found on google all credits to its author
Giovanna Antonelli Brazilian Actress - Photo found on google all credits to its author

Não só estes famosos fizeram publicidade assim como caras famosas do Brasil deixaram o país do samba para viverem na terra do Joaquim e do Manuel. A actriz Giovanna Antonelli ou o escritor e actor Pedro Cardoso fizerem essa escolha. Entre outros famosos e mais recentemente está ou esteve a Madonna.


Tirando isto não há dúvidas que principalmente Lisboa, veio parar às bocas do mundo. E anúncios publicitários desde carros, e seguros, vídeos musicais, e o projeto cinematográfico dos estúdios indianos de Bollywood tem cenas rodadas em Lisboa. A megaprodução é produzida pela All Around The Globe, que possuiu sede em Lisboa, mas que foi fundada em Bombaim pelo indiano Dhimant Radia. Um indiano residente em Portugal há dezassete anos. A “Casa de Papel”, Portugal e o CR7 nesta série Espanhola foi uma constante, sendo a última temporada rodada em vários pontos da Capital Portuguesa.



Photo found on google all credits to its author
Nazaré Portugal Photo found on google all credits to its author

Isto tudo para dizer que se não fosse uma foto subida por um Português na sua página do FB, o Norte-americano Garrett MacNamara já mais teria imortalizado as ondas da Nazaré e catapultado para o mundo.


Apenas que com isto crítico, que não investimos muito a dar a conhecer ao mundo, se no passado demos a conhecer o mundo no presente deveríamos de publicitar o mesmo e não ficar á espera que os turistas façam isso por nós ou que alguém nos pique para que digamos o que últimamente fizemos.


É obvio que deixei de ter paz naquela aldeia, que tanto prazer me dá em ir visitar, por outro lado fico contente, pelo comercio que gerou, naquela localidade que vive ou vivia de turismo nacional, e passou a estar nos mapas e paragem obrigatória dos turistas. Assim como Fátima está para os Cristãos a Nazaré está para os Surfistas.

12 views0 comments

Comments